Defesa civil

A Defesa Civil é um órgão que atua em ações preventivas, de socorro, assistenciais e reconstrutivas destinadas a evitar ou minimizar desastres, sejam eles de causa natural ou não. Organizada com a participação da sociedade e do poder público, fundamenta-se no princípio de que nenhum governo, sozinho, consegue suprir todas as necessidades dos cidadãos. Sua atuação se dá por meio do trabalho de seus agentes, equipe formada por profissionais contratados e voluntários.

Compete à Defesa Civil a garantia do direito à vida, em circunstancias de desastre. Busca a redução da ocorrência e da intensidade de desastres, já que eliminá-los é um objetivo inatingível. É uma atividade permanente que se desenvolve em quatro fases.

Preventiva: quando medidas são adotadas visando a não ocorrência de desastres ou a preparação da população para os inevitáveis;

Socorro: quando todo o esforço é feito no sentido de se evitar perdas humanas ou patrimoniais na área atingida;

Assistencial: quando são criadas condições de abrigo, alimentação e atenção médica às vitimas e desabrigados;

Recuperativa: quando investimentos são feitos para a recuperação das condições de vida existentes antes do desastre, no mais curto espaço de tempo possível.

Ocorrências:

  • Alagamentos e enchentes
  • Queda de fiação em via pública
  • queda de arvores
  • arvores com risco de queda
  • derramamento de óleo em via pública
  • danos e avarias em construções civis
  • quedas de postes de energia elétrica
  • produtos perigosos
  • buracos em vias públicas
  • Outdoors em risco de queda
  • quedas de faixas em via pública
  • quedas de veículos de viadutos
  • acidentes rodoviários
  • muros e paredes com risco de queda
  • ponte com infra-estrutura abalada
  • árvores com galhos entre fios elétricos