Torres poderá ter nova creche e ampliação de escolas se o atual prédio da Educação for à venda


Agradecer aos vereadores de Torres pela aprovação ao projeto do Badesul, foi o motivo que levou o prefeito Carlos Souza à sessão da Câmara Municipal nessa segunda-feira, dia 4 de junho. A iniciativa vai contemplar cerca de 15 obras de infraestrutura urbana e turística em vários bairros da cidade. Na oportunidade, o prefeito fez uma rápida prestação de contas citando obras realizadas, em encaminhamento, e emendas recebidas e outras que estão por receber em 2018 e 2019. As emendas são resultantes do trabalho realizado em Brasília nos contatos com deputados federais, senadores e em vários Ministérios. O montante soma mais de R$ 6 milhões em recursos captados junto ao Governo Federal em pouco mais de um ano de gestão.

Com o propósito de atender outra importante demanda da comunidade, neste mesmo dia, o prefeito pediu aos vereadores agilidade no projeto de venda do prédio Arara Azul, edifício situado na Avenida José Maia Filho, 505, onde atualmente está instalada a Secretaria Municipal de Educação. Conforme destacou na tribuna, se a venda do prédio for aprovada pelos vereadores, Torres terá nova escola de educação infantil.

No projeto consta que a venda do prédio tem como objetivo investir exclusivamente em obras que qualifiquem o ensino no município. São nove obras no total, sendo a mais importante, a construção de uma nova escola de educação infantil, sem ter ainda local definido, dependendo da disponibilidade de área. Entre as obras, estão a ampliação da EMEF Almirante Tamandaré na Praia Paraíso; ampliação da EMEF Alcino Pedro Rodrigues, e ampliação da EMEI São Francisco de Assis, da EMEI Gente Miúda e da EMEI Salinas.

Na sessão dessa segunda-feira, o prefeito também acompanhou a posse de Silvano Borja que assumiu no lugar do vereador Rogerinho (PDT) que afastou-se por 30 dias, em licença de interesse particular. Carlos Souza desejou sucesso para Silvano nesta nova caminhada, dizendo que terá prazer em trabalhar ao seu lado. Por fim, o prefeito anunciou, que em breve enviará projeto sobre o REFIS, Programa de Recuperação Fiscal que oferece condições especiais para contribuintes negociarem suas dívidas com o Município, ganhando desconto em juros e multas. Ele explicou que não tinha intenção de enviar este projeto, mas que a Prefeitura ficou obrigada devido a não aprovação da nova planta de valores para cálculo do IPTU pela Câmara Municipal.