Comunidade torrense prestigia audiência pública sobre a violência doméstica

A comunidade torrense prestigiou nessa terça-feira, à noite, 7 de julho, a audiência pública promovida pela Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa que debateu “A violência contra as mulheres e crianças, na região do Litoral, com ênfase para a situação das mulheres idosas. A iniciativa ocorreu na Casa da Terra exatamente no dia em que a Lei Maria da Penha completou 12 anos, contando com a presença do deputado Jeferson Fernandes, presidente da Comissão, do prefeito Carlos Souza e lideranças da causa na região.

Foram muitas as informações dos palestrantes por meio de levantamentos, pesquisas, dados e análises. Para o prefeito Carlos Souza, a sociedade deve se apropriar do problema pois do contrário não haverá política pública isolada que solucione a questão. Ele também deixou como encaminhamento, que toda mobilização deve partir em conjunto dos municípios da comarca, abrangência do atendimento do Centro de Referência da Mulher Pricila Selau, ou seja, de Arroio do Sal, Dom Pedro de Alcântara, Mampituba, Morrinhos do Sul, Três Cachoeiras, Três Forquilhas e Torres. Em sua fala, informou que a Prefeitura já cadastrou pedido de R$ 400mil para a Casa Abrigo mas que sem uma mobilização de todos da região, fica impraticável.

A coordenadora do CRM, Cláudia Biasi, também enfatizou a importância dos municípios se unirem na luta contra a violência doméstica. Salientou que o Centro é mantido praticamente por Torres e agradeceu muito o apoio da Ulbra por meio da atuação de estagiários que prestam o serviço psicológico e jurídico. Ela mostrou-se preocupada com o número de boletins de ocorrência registrados em Torres quanto a violência doméstica neste ano. O número dobrou em comparação ao mesmo período do ano passado.

Além da presença do deputado Jeferson Fernandes, a audiência contou também com a participação de Ariane Leitão, ex-secretária estadual de Políticas para as Mulheres. Dentro da programação, um dos momentos de maior atenção do público, recebendo muitos aplausos, foi a palestra proferida sob o tema pelo Promotor Público, Vinícius de Melo Lima. Também estavam presentes, a vereadora Zete Silveira, o vereador Carlos Jacques, a coordenadora do curso de Psicologia da Ulbra, Graziela Werba, representando a diretora Débora Borges Thomas, o tenente Ricardo Gomes Júnior, da BM, o presidente da OAB Ivan Brocca, secretários municipais de Torres e representantes de Mampituba e Três Cachoeiras.