Informe-se sobre a aplicação da segunda dose da vacina contra a Covid-19

A Secretaria Municipal de Saúde esclarece dúvidas que têm surgido em relação ao prazo para a aplicação da segunda dose da vacina contra a Covid-19.

Desde o início do Plano Nacional de Imunização do Ministério da Saúde, Estados e Municípios têm recebido remessas de doses de dois laboratórios, do Sinovac/Butantan e do AstraZeneca/Fiocruz. Cada uma das vacinas, Coronavac e Oxford, possuem orientações técnicas distintas sobre a aplicação das duas doses para o alcance da totalidade da imunização.

Em resposta a essa dúvida, o coordenador da Vigilância Epidemiológica e Imunizações da Secretaria, enfermeiro Renan Emerim Monteiro, explica que a atual determinação do Ministério é que a segunda dose da vacina Coronavac deve ser aplicada após 28 dias e que não há prazo máximo para aplicação. Com o aprazamento de 28 dias a eficácia aumenta. A orientação é que a segunda dose só deve ser aplicada após intervalo mínimo de 14 dias da primeira.

Já a segunda dose da vacina contra a Covid-19, a Oxforf/AstraZeneca/Fiocruz, deve ser aplicada após 12 semanas, não podendo ser administrada em prazo menor. Também neste caso, não existe prazo máximo para a aplicação da segunda dose.

O técnico realça que o esquema vacinal completo com duas doses é necessário para obter a resposta imune esperada para a prevenção da Covid-19, que todos sabem não ser de 100%. Após a segunda dose, a população deve permanecer com os cuidados de prevenção: usar máscara, evitar aglomeração, higienizar as mãos com água e sabão ou álcool gel e manter o distanciamento social.

Documentos:
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print

Leia também:

Acesso Rápido

SERVIÇOS

Turismo

Gabinete e Procuradoria

Secretarias

Setores

Cidadão

Empresa

Servidor

Guias e Formulários

Previdência Social - RPPS

Transparência

Imprensa e Identidade visual

Skip to content