Dado parcial de pesquisa indica que o principal visitante de Torres é o gaúcho

A maior parte dos visitantes de Torres é proveniente da Serra e da Grande Porto Alegre, a maioria vem de carro e muitos utilizam-se de hospedagem domiciliares. Estes foram alguns dados que se confirmaram na apresentação realizada na tarde dessa última terça-feira, 24 de outubro, à Prefeitura de Torres, pelos acadêmicos do Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Turismo, do Instituto Federal Catarinense – Campus Avançado do Sombrio. Outra informação é de que a principal motivação pela escolha do roteiro são os atrativos diferenciados deste local, no caso, a beleza natural de Torres.

Acadêmicos coordenados pelos professores Carolina Braghirolli Stoll e Leonardo Lincoln Leite de Lacerda, apresentaram os dados parciais do Plano Municipal de Turismo de Torres ao prefeito Carlos Souza, secretária municipal de turismo, Carla Daitx, demais secretários, servidores da Prefeitura, membros do Conselho Municipal de Turismo, hoteleiros, entre estes a primeira-dama, Susi da Rosa de Souza; entidades como Associação dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares, e comunidade.

Após a entrega dos dados parciais, o prefeito destacou a necessidade de Torres buscar turistas em âmbito nacional. Comentou que o município vai investir mais fortemente nos mercados de Santa Catarina e São Paulo que são grandes potenciais. Na ocasião foram apresentados os dados da oferta turística coletados e atualizados desde junho de 2015, assim como os dados da demanda turística coletados desde 2016.

A pesquisa de demanda terá continuidade por meio de mais três coletas a serem realizadas nos meses de novembro, dezembro e janeiro, próximos. Após finalização das coletas, o grupo conduzirá audiências públicas para a definição de estratégias para o desenvolvimento turístico local, culminando na entrega final do Plano Municipal de Turismo de Torres em junho de 2018.

Os professores coordenadores destacam a importância do Plano, tanto para o município que recebe um trabalho que pode auxiliar o turismo local, quanto para o Instituto Federal Catarinense que cumpre com um de seus papéis na região, colaborando com a formação de profissionais e aproximando-se da comunidade. Atuaram nesta pesquisa as acadêmicas Cíntia Amorim, Cláudia Santos, Edinéia Pallu, Helenice Grossmann, Janete R. Bondan, Maria do Carmo Conforti Rodrigues, Patrícia Fagundes Gomes e Vitor Martins.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print

Leia também:

Acesso Rápido

Turismo

Gabinete e Procuradoria

Secretarias

Setores

Cidadão

Empresa

Servidor

Guias e Formulários

Previdência Social - RPPS

Transparência

Skip to content