Prefeitura e Emater promovem Oficinas para Produtores de Leite

Com o propósito de oferecer mais qualidade à produção torrense de queijo, doce de leite e ricota, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural e Pesca e Emater realizaram recentemente, duas oficinas tratando sobre a pasteurização do leite. Já foram contemplados os agricultores familiares do Barro Cortado e da Areia Grande, atendendo 15 interessados. Mais quatro oficinas serão realizadas em breve para os produtores de leite, nas comunidades rurais de Itapeva, Campo bonito, Jacaré e Rio Verde.

A pasteurização é um processo que consiste em submeter um produto alimentício (leite, por exemplo) à alta temperatura e, logo em seguida, à baixa temperatura. Além de eliminar os agentes causadores de doenças, este processo permite que os alimentos possam ser conservados por um tempo maior.

Num trabalho conjunto, a realidade encontrada foi de que a maior parte do queijo de fabricação caseira utilizava leite sem pasteurização e era consumido antes mesmo de chegar a meia cura. Foi diagnosticado também que cada produtor tem a sua própria receita.

Nas oficinas foi trabalhado a questão da pasteurização do leite como técnica indispensável para a obtenção de um queijo que não ofereça risco à saúde. Ainda foram tratados pontos fundamentais para obter a máxima qualidade do leite para a fabricação de seus derivados, atendendo as necessidades de higiene da ordenha, da refrigeração e os cuidados na manipulação dos equipamentos para elaboração dos produtos. Ainda foram abordadas técnicas fundamentais da ciência do queijo e que serão adaptadas à receita de cada agricultor.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print

Leia também:

Acesso Rápido

Turismo

Gabinete e Procuradoria

Secretarias

Setores

Cidadão

Empresa

Servidor

Guias e Formulários

Previdência Social - RPPS

Transparência

Skip to content