Para apoiar produção local, Prefeitura lança selo “Feito em Torres”

A Prefeitura de Torres lançou na última quarta-feira, 19 de setembro, o selo “Feito em Torres” para empresas sediadas no município. O lançamento ocorreu na Casa da Terra com a presença de muitos agricultores familiares, artesãos e representantes de diversos segmentos como o do moveleiro, No ato, o prefeito Carlos Souza destacou que a iniciativa tem o objetivo de apoiar os arranjos produtivos locais. “O selo vai identificar e valorizar o que é produzido em Torres” A criação deste selo beneficiará as empresas da cidade, agregando valor aos seus produtos, gerando mais empregos, renda e tributos ao município.

Com aplausos foi como os participantes da cerimônia responderam ao prefeito no momento em que fazia a apresentação do selo “Feito em Torres”. Na criação foi destacado o Balonismo, a Guarita, o Mar e a Baleia. O evento contou com a presença do secretário municipal de Planejamento e Participação Cidadã e da Secretaria Municipal de Trabalho, Indústria e Comércio, Matheus Junges, responsável pela iniciativa. Também presente o secretário municipal de Desenvolvimento Rural e Pesca, José Vanderlei Brocca, os vereadores Carlos Jacques e Zete Silvei,ra, o responsável pela Emater de Torres. Jânio Pintos, o presidente da Sermov, Márcio Santini, entre outros.

A concessão do selo “Feito em Torres” será para a empresa que possuir alvará municipal de Torres. Os produtores passarão por vistoria e acompanhamento do Conselho Gestor de Desenvolvimento Econômico. As empresas que quiserem inserir o selo em seus produtos deverão fazer a solicitação mediante requerimento ao Conselho Gestor, o que será obtido na Sala do Empreendedor, localizada no térreo da Prefeitura Municipal. O Conselho terá prazo de 30 dias para avaliar a solicitação e emitir resolução. As despesas decorrentes da inserção do “Feito em Torres” nos produtos autorizados correrão a cargo das empresas requerentes.

A veiculação do selo em diferentes produtos, dentro e fora do País, consiste também em fazer uma mídia espontânea à cidade, beneficiando o turismo de Torres. Deverá obedecer modelo fornecido anualmente pela Secretaria Municipal de Trabalho, Indústria e Comércio e pela Diretoria de Comunicação e Marketing, sendo que o descumprimento de qualquer das especificações do decreto 174 de 13 de setembro de 2018, que institui o selo “Feito em Torres”, pode acarretar no imediato impedimento do uso do selo em seus produtos.

CIDADE DA OPORTUNIDADE

O secretário de Trabalho, Indústria e Comércio, Matheus Junges, salienta que “além do Selo agregar valor ao que é feito em nossa terra, também promoverá a cidade no Brasil e no Mundo”.
Explica que a iniciativa é uma ação dentro do eixo Promoção da Economia Local do Programa Cidade da Oportunidade. O Programa foi criado em julho de 2017 e já apresenta bons resultados:
– 1.708 pessoas capacitadas, 453 crianças e adolescentes tiveram aulas de empreendedorismo, – 427 empresas formalizadas, diminuição do tempo médio de abertura de empresas de 60 para 14 dias, média de 418 atendimentos/mês na Sala do Empreendedor, queda de 20% na solicitação de baixas de empresas, R$ 205,8 milhões em investimentos privados na cidade, 523 empregos diretos e 505 indiretos, contratação de 80 pequenas empresas, retorno ao município de ao menos R$ 6 milhões/ano pós conclusão dos empreendimentos, aprovação do zoneamento do Campo Bonito e São Brás para indústrias e depósitos, criação da Casa da Terra (presente inédita na Expointer), 1ª ExpoTorres realizada e 2ª ExpoTorres prevista para feriadão de 15/11 com outro formato e criação do Comitê de Empreendedorismo de Torres.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print

Leia também:

Acesso Rápido

Turismo

Gabinete e Procuradoria

Secretarias

Setores

Cidadão

Empresa

Servidor

Guias e Formulários

Transparência