Geoparque Cânions do Sul envia dossiê à Unesco

Um momento histórico e mais um grande passo na caminhada rumo ao reconhecimento como Geoparque Mundial da Unesco: foi realizada nesta sexta-feira, 29, a assinatura do dossiê do Geoparque Caminhos dos Cânions do Sul. A cerimônia aconteceu no auditório da Prefeitura de Praia Grande (SC) e contou com a participação de autoridades, técnicos envolvidos com o projeto e da comunidade da região.

O Geoparque é uma iniciativa formada por sete municípios do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, trabalhando juntos com o objetivo de impulsionar o desenvolvimento econômico da região, por meio da valorização do patrimônio natural e cultural e do turismo sustentável. A entrega do dossiê representa uma das principais etapas no processo de avaliação para verificar se o território pode ser realmente considerado um Geoparque conforme os critérios do programa de Geoparques da Unesco que valoriza territórios formados por sítios e paisagens de reconhecida relevância para a compreensão sobre a história geológica da Terra.

O dossiê contém uma série de informações detalhadas sobre a geologia da região, a estrutura de gestão e os trabalhos que vem sendo desenvolvidos nas áreas de educação e promoção do turismo sustentável. Os documentos foram formalmente enviados hoje mesmo à sede da Unesco, em Paris, através do Ministério das Relações Exteriores (Itamaraty). No mundo, existem atualmente 147 Geoparques em 41 paises. No Brasil, temos um: o Geopark Araripe, no Ceará.

Na cerimônia, o prefeito Valdionir Rocha, de Morro Grande (SC), presidente do Consórcio Intermunicipal Caminhos dos Cânions do Sul, destacou a importância do projeto para o desenvolvimento da região, agradeceu a todos os parceiros envolvidos, aos educadores engajados, às lideranças políticas que ajudaram com a destinação de recursos para a iniciativa e fez um reconhecimento especial à dedicação da equipe técnica.

A mesa de autoridades do evento também foi composta pelos prefeitos de Cambará do Sul (RS), Shamberlaen José Silvestre; de Mampituba (RS), Dirceu Selau; de Timbé do Sul (SC), Roberto Biava; de Jacinto Machado (SC), João Batista Mezzari; e pelo secretário de Turismo de Torres (RS), Fernando Nery, representando o prefeito Carlos Souza. Também fizeram parte da mesa e reafirmaram seu apoio à iniciativa, os deputados federais Lucas Redecker (RS) e Geovania de Sá (SC); a presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), Flavia Didomenico; e o diretor do ICMBio, Fábio Veloso. Durante a cerimônia, foram realizadas ainda homenagens à grande contribuição das seguintes instituições envolvidas na criação do Projeto Geoparque: a Agência de Desenvolvimento Regional de Santa Catarina (ADR), representanda por Sung Chen Lin; à Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense (Amesc), representada pela diretora Helen Becker, e à CPRM – Serviço Geológico do Brasil, representada pela superintendente Lucy Chemale.

O próximo passo do processo de aplicação como Geoparque Mundial é a visita de dois avaliadores da Unesco para conhecer o território, que deve acontecer entre os meses de maio e agosto de 2020.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print

Leia também:

Acesso Rápido

Turismo

Gabinete e Procuradoria

Secretarias

Setores

Cidadão

Empresa

Servidor

Guias e Formulários

Previdência Social - RPPS

Transparência