Corte no Orçamento da União para a agricultura familiar preocupa trabalhadores e lideranças do setor

O corte significativo do Orçamento da União 2021 para a agricultura familiar deixou o setor em alerta no município e região. A iniciativa levou os trabalhadores a sentirem-se mais desamparados com as políticas públicas para a área. O Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar foi o mais atingido.

Na tarde desta quinta-feira, 22 de abril, a presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Torres com extensão em Arroio do Sal e Dom Pedro de Alcântara, Diana Hahn Justo, esteve na Prefeitura pedindo o empenho político do prefeito Carlos Souza para que o Orçamento da União 2021 seja revisado.

Conforme Diana, “nossa agricultura familiar já vem sendo penalizada e principalmente neste momento de pandemia, onde não paramos de produzir, ficamos desamparados”. Diante deste cenário calamitoso, o Sindicato pede o apoio do prefeito para, juntos, sensibilizarem deputados e senadores com a revisão do Orçamento.

Para o secretário municipal de Desenvolvimento Rural e Pesca, José Vanderlei Broca, o corte no Orçamento vai deixar o agricultor com dificuldade de investir na propriedade, diminuindo a sua capacidade de produção, e consequentemente reduzir a oferta de alimentos no mercado. Além disto, ainda vai afetar a composição da renda familiar.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print

Leia também:

Acesso Rápido

Turismo

Gabinete e Procuradoria

Secretarias

Setores

Cidadão

Empresa

Servidor

Guias e Formulários

Previdência Social - RPPS

Transparência

Skip to content