Administração Municipal viabiliza revitalização da Praça XV

Com o objetivo de impulsionar a infraestrutura turística em Torres, a Prefeitura está elaborando vários projetos em diferentes segmentos. A revitalização da Praça XV de Novembro é uma das propostas mais imediatas. O projeto já tem recursos captados junto ao Ministério do Turismo na ordem de R$ 243.750,00 (243 mil e 750 reais) com uma contrapartida do Município de R$ 9.006,24 (nove mil, seis reais e vinte e quatro centavos). A intenção de projeto é unificar as duas partes da Praça, tornando um único espaço, porém não fechando a passagem de veículos.

 

Conforme comenta

a responsável técnica pelo projeto, arquiteta e urbanista Karina Carnevalli, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Urbanismo, atualmente a Praça é dividida em duas partes: parte sul e parte norte. A parte norte é a mais utilizada, por ter caráter de praça seca, possui espaço para pequenos eventos que acontecem no coreto. Na parte sul, a pavimentação é ineficiente com problemas de acessibilidade. As duas partes são cortadas pela Av. Barão do Rio Branco.

A intenção de projeto é unificar as partes, tornando uma única praça, porém não fechando a passagem de veículos. A parte da rua será no mesmo nível do passeio, pavimentada com paralelepípedos de basalto, que fazem com que os veículos reduzam ao passar pela praça. Por ser um local muito frequentado no verão, no período noturno, a praça poderá ser utilizada por inteiro em horários estipulados. O trânsito pode ser direcionado para as ruas que tangenciam a praça, não impedindo o fluxo local.

A paginação dos pisos teve por base os caminhos percorridos pelos pedestres. Serão instalados novos postes de iluminação, um novo banco no entorno da falsa seringueira. Na parte sul, serãoconstruídos banheiros e o escritório de apoio aos taxistas próximo à agência do Banco do Brasil. O coreto localizado na parte norte não será objeto de intervenção.

Atualmente, o termo de referência encontra-se na Caixa Econômica Federal, responsável pela apreciação do projeto. O estudo encontra-se em fase final de apreciação junto à GIGOV – Gerência Executiva de Governo da Caixa, em Porto Alegre. A próxima fase é a licitação para contratação da prestação de serviços.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print

Leia também:

Acesso Rápido

Turismo

Gabinete e Procuradoria

Secretarias

Setores

Cidadão

Empresa

Servidor

Guias e Formulários

Previdência Social - RPPS

Transparência

Skip to content