Seminário apresenta resultados de pesquisa no Parque Estadual da Itapeva

O Parque Estadual de Itapeva (Peva) realiza, no dia 8 de novembro, quarta-feira, o 1º Seminário de Pesquisas do Peva, em Torres. Com o tema “Divulgando o conhecimento”, o evento tem o objetivo de dar visibilidade aos resultados dos estudos realizados na Unidade de Conservação. Ao todo, o seminário contará com a apresentação de cinco pesquisas, além da exposição de outros estudos. O encontro acontece no Museu do Parque da Guarita, a partir das 8h.

Com duração média de um ano e meio, cada trabalho foi elaborado com autorização do Parque. De acordo com o gestor Paulo Carlos Grubler, os estudos revelam a importância da conservação das faixas de praia. “As pesquisas comprovam a importância de preservar a biodiversidade neste local”, afirma o biólogo. Conforme dados do Peva, há diversas espécies, como pinguins e tartarugas, que utilizam o espaço para descanso. O assunto estará em pauta nas duas primeiras apresentações do seminário, ministradas pela ONG Curicaca.

Entre os animais ameaçados de extinção está o sapinho da barriga vermelha. Nativo da região, o sapinho somente pode ser encontrado no litoral norte gaúcho e no sul de Santa Catarina. O fato justifica a escolha da espécie para ilustrar a logomarca do Parque de Itapeva. “O Peva é o único local que oferece proteção ao sapinho da barriga vermelha. Ele fica entre as dunas primárias e as dunas interiores, na baixada úmida”, explica a técnica ambiental do Peva, Danubia Nascimento.

Na apresentação da pesquisa de doutorado “Campo de Dunas de Itapeva: geomorfologia, evolução e gestão costeira”, a geóloga Gabriela Rockett abordará a importância do campo de dunas no sentido de impedir o avanço da água das marés. A seguir, a bióloga Nathalia Matias, no seu estudo de doutorado, fala sobre a preservação da espécie ‘Liolaemus occipitalis’, também conhecida como lagartixa das dunas. A apresentação de mestrado do biólogo Gabriel Armiliato encerra as atividades do seminário.

O Parque Estadual de Itapeva tem como principais objetivos proteger ecossistemas e espécies da fauna e flora raros e ou ameaçados, e promover atividades de pesquisa científica, educação ambiental e turismo ecológico. Desse modo, o Parque tem o importante papel de conservar um dos últimos remanescentes da paisagem característica da planície litorânea do Estado. Além da apresentação das pesquisas recentes, também serão exibidos banners de estudos mais antigos, a fim de divulgar o que já foi realizado até mesmo antes da criação da Unidade de Conservação. Interessados em participar do evento devem realizar, até o dia 4 de novembro, inscrição gratuita pelo site: bit.do/seminarioitapeva (colaboração do site da Secretaria do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável)

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print

Leia também:

Acesso Rápido

Turismo

Gabinete e Procuradoria

Secretarias

Setores

Cidadão

Empresa

Servidor

Guias e Formulários

Previdência Social - RPPS

Transparência

Skip to content