Infestação por Aedes Aegyti em Torres: levantamento indica que índice baixou, mas alerta deve permanecer

O Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes Aegypti (LIRAa), realizado pela Vigilância Ambiental em Saúde apontou que Torres está com baixo risco de infestação do mosquito. O levantamento foi divulgado na última sexta-feira, dia 16.

Conforme os dados, o índice de infestação predial, que ocorre em imóveis é de apenas 0,1% em Torres. A pesquisa foi realizada entre os dias 12 e 15 de agosto em todos os bairros da cidade, exceto zona rural.

O LIRAa é uma pesquisa realizada quatro vezes no ano e abrange toda a zona urbana de Torres. Em média são analisados 1.5 mil imóveis. Os locais mais comuns de proliferação de focos do Aedes aegypti são ralos, vasos de plantas, pneus, entre outros, comenta o diretor de Vigilância em Saúde, biólogo Lasier França.

São enviados os índices de focos por meio da identificação tanto de larvas, como da forma adulta do inseto. Os dados obtidos servirão como base para o desenvolvimento de estratégias de combate ao Aedes aegypti na cidade.

Lasier ainda lembra que o baixo risco de infestação também se deve ao fato das temperaturas mais baixas, pois estamos no inverno. Somente em 2019 já são mais de um mil focos do mosquito em Torres, com distribuição em praticamente todos os bairros. “Não podemos relaxar, o combate ao mosquito deve ser feito o ano inteiro”, finaliza o biólogo.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print

Leia também:

Acesso Rápido

Turismo

Gabinete e Procuradoria

Secretarias

Setores

Cidadão

Empresa

Servidor

Guias e Formulários

Previdência Social - RPPS

Transparência