Prefeito Carlos Souza acompanha lançamento oficial da criação do Porto em Arroio do Sal

A empresa DTA Engenharia Portuária e Ambiental apresentou o projeto do Porto Meridional, nesta quarta-feira, 24 de novembro em Arroio do Sal. O equipamento considerando importante para as pretensões econômicas da Serra e boa parte da região Norte do Estado, tem previsão de ser concluído em 20 meses a partir da obtenção de todas as licenças, principalmente a ambiental, período que deve durar cerca de um ano.

Participando do evento, o prefeito Carlos Souza reconheceu a grandeza da iniciativa e as implicações que trará para toda a região. Sugeriu que o projeto seja analisado numa reunião da Associação dos Municípios do Litoral Norte, onde cada Prefeitura vai estudar dentro de sua realidade.

A infraestrutura do projeto conta com três berços para navios com contêineres, três para produtos a granel, um para químicos, com a Braskem já tendo sinalizado o interesse, e outro para gás natural. Por fim, ainda haverá atracagem de navios turísticos e espaço para criação de uma marina. Além de uma ponte sobre a Lagoa, que permitirá que as embarcações de pescadores sigam atuando no local.

O presidente da DTA Engenharia Portuária e Ambiental, João Acácio, revela que, oficialmente, o projeto foi apresentado pela primeira vez nesta quarta-feira, em Arroio do Sal. Na ocasião, acompanhou a apresentação o prefeito de Arroio do Sal, Affonso Flávio Angst (Bolão), o vice-prefeito, José Diogo Martins Pereira (Zéca), o senador Luis Carlos Heinze, representando a Famurs, Salmo Dias de Oliveira, o presidente da Amlinorte, Flori Werb, prefeito de Itati, o ex-deputado federal e engenheiro Fernando Carrion, o deputado estadual Issur Koch, entre outras autoridades políticas e empresários da região e do Estado.

O investimento de infraestrutura é na ordem de R$1,3 bilhões, que se resume na construção dos molhes, preparação dos berços, instalação de uma ponte que liga a BR-101 até a retro área. Um grupo empreendedor já adquiriu os locais para construção do equipamento, ainda assim, não possuem capital para aportar nessa primeira parte. Além de fundos de investimentos, o grupo deve buscar recursos junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print

Leia também:

Acesso Rápido

SERVIÇOS

Turismo

Gabinete e Procuradoria

Secretarias

Setores

Cidadão

Empresa

Servidor

Guias e Formulários

Previdência Social - RPPS

Transparência

Imprensa e Identidade visual

Skip to content