Democratizar os espaços em Torres é o maior objetivo do Plano de Mobilidade Humano Sustentável

Nessa última quinta-feira, à noite, 5 de maio, foi apresentado à comunidade uma importante iniciativa da Prefeitura que é a elaboração do Plano de Mobilidade Humano Sustentável para a cidade. Através da esclarecedora palestra de Vinicius Ribeiro, da Arquitetura, Planejamento e Mobilidade Urbana Ltda, de Caxias do Sul, vencedora do processo licitatório, a interessada plateia presente no plenário da Ulbra, ficou ciente que a essência do sucesso do Plano vai resultar das pessoas pensarem no todo: estratégia disruptivas, sustentáveis e inclusivas. Em resumo, disse que os espaços devem ser democráticos e não se pensar em solução individual.

O evento realizado no plenário da Ulbra, contou com a coordenação do secretário municipal de Planejamento e Participação Cidadã, Matheus Junges, e com a presença de várias lideranças da cidade de diferentes segmentos, como o presidente da Câmara Municipal, Rafael Silveira, acompanhado de vários vereadores, e entidades como a Actor, CDL, Acissat, alunos da Ulbra, do Marcílio Dias, instituição bancária, presidentes de associações comunitárias, entre outros.

Conforme o secretário Matheus, o propósito do evento foi de apresentar o modelo a ser desenvolvido para a elaboração do Plano em nossa cidade. O palestrante expos o conteúdo a ser executado e métodos que serão utilizados para o desenvolvimento do plano de mobilidade, a fim de mitigar os problemas das lacunas urbanas, ou seja, adversidades dos acessos secundários ao centro da cidade, acessibilidade, transporte urbano, entre outros. Com uma linguagem bem objetiva, munido de dados e exemplos dentro e fora do Brasil, encantou o público. Salientou que para eficiência do estudo, não deve interferir o egocentrismo, a arrogância e a ausência da autocrítica.

Na fala de Vinicius Ribeiro foi destacada a grande importância da participação popular para sucesso da iniciativa. Serão realizadas pesquisas em dias de alta concentração de transeuntes, estudo de tráfego, reuniões com a comunidade, audiências públicas, para desenvolver soluções funcionais cabíveis. Estima-se cerca de um ano para a elaboração do Plano. O palestrante ainda respondeu indagações do público presente e comentou sobre sugestões apresentadas.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Leia também:

Acesso Rápido

Turismo

SERVIÇOS

Gabinete e Procuradoria

Secretarias

Setores

Cidadão

Empresa

Servidor

Guias e Formulários

Previdência Social - RPPS

Transparência

Imprensa e Identidade visual

Skip to content