Mesmo no inverno, cuidados com o Aedes aegypti devem ser mantidos

A prevenção é a forma mais eficaz de se combater o mosquito e essa é uma tarefa que depende muito da contribuição da população. Mais de 90% dos criadouros estão nos quintais e dentro das residências, em recipientes que acumulam água parada.

Em Torres são mais de 900 focos do mosquito da Dengue encontrados só em 2019. Mesmo com o frio intenso dos últimos dias, continuamos coletando amostras do Aedes aegypti na cidade, informa o biólogo e diretor de Vigilância em Saúde, Lasier França.

A melhor forma de prevenção da Dengue é evitar a proliferação do mosquito, eliminando água armazenada em pontos que podem se tornar possíveis criadouros. Vasos de plantas, pneus, garrafas plásticas e até recipientes pequenos, como tampas de garrafas, podem conter larvas do mosquito. Para quem vai viajar nas férias de julho, a orientação é substituir a água dos pratos dos vasos de planta por areia, deixar a caixa d´água tampada e cobrir todos os grandes reservatórios de água, como as piscinas.

Os principais sintomas da Dengue são febre alta (acima de 38,5ºC), dores musculares intensas, dor nos olhos, mal estar, falta de apetite, dor de cabeça e manchas vermelhas no corpo. A infecção pode ser sem sintomas, leve ou grave. Se for grave, a doença pode provocar perda de peso, náuseas e vômitos. O paciente com Dengue precisa fazer repouso, ingerir bastante líquido (água) e não tomar medicamentos sem indicação médica.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on email

Leia também:

Acesso Rápido

Turismo

Gabinete e Procuradoria

Secretarias

Setores

Cidadão

Empresa

Servidor

Guias e Formulários

Transparência