Prefeito e Vereadores preocupados com incertezas quanto à rodoviária de Torres

A administração municipal está preocupada com o funcionamento da rodoviária de Torres com a nova concessão. O prefeito Carlos Souza, secretários municipais e vereadores vêm manifestando há vários dias preocupação com a licitação promovida pelo Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem – DAER em relação à Rodoviária de Torres. A inquietação se deve à série de indefinições e incertezas. A Prefeitura está totalmente à parte do processo, não foi procurada por ninguém e por isso a preocupação.

O secretário municipal de Turismo, Fernando Nery, explica que a princípio, o atual concessionário da Rodoviária de Torres deixa de trabalhar no dia 30 de setembro, ou seja, a cidade passa a não ter uma Rodoviária a partir do fim do mês. Quem venceu a licitação tem que encontrar novo ponto e iniciar seu funcionamento e a administração municipal não constata andamento neste processo. “Estamos às cegas, não se sabe onde será a nova rodoviária, quando será instalada e como se dará o processo”, frisa Nery.

A Prefeitura não tem como agir neste caso, não se trata de uma licitação municipal, ela é estadual, com encaminhamento pelo DAER. O prédio atual onde funciona a Rodoviária não é público, pertence ao atual concessionário. E por tratar-se de iniciativa privada, já está decidido que o ponto não será passado para o novo titular. A administração está preocupada com a prestação de serviço para moradores e visitantes.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print

Leia também:

Acesso Rápido

SERVIÇOS

Turismo

Gabinete e Procuradoria

Secretarias

Setores

Cidadão

Empresa

Servidor

Guias e Formulários

Previdência Social - RPPS

Transparência

Imprensa e Identidade visual

Skip to content